Em ato no palácio do planalto, Bolsonaro diz que não vai mais admitir interferência no seu governo

O presidente Jair Bolsonaro participa neste domingo, 3, de manifestação em favor de seu governo e repleta de palavras de ordem contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

As informações são do Estadão e do Blog de Jamildo, do UOL.

Na rampa do Palácio do Planalto e aos gritos de ‘mito’, ‘Moro traidor’, ‘não desista’ e ‘fechados com Bolsonaro’, o presidente afirmou em live que não irá mais admitir interferência em seu governo. A declaração é dada depois de decisões do STF que contrariaram Bolsonaro, como a suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem para o comando da Polícia Federal.

“O que nós queremos é o melhor para o nosso País, a independência verdadeira dos três Poderes, não apenas uma letra da Constituição. Chega de interferência, não vamos mais admitir interferência, acabou a paciência. Vamos levar esse Brasil para frente”, disse Bolsonaro.

Manifestação ocorre mesmo com orientação de isolamento social
Manifestação ocorre mesmo com orientação de isolamento social (Foto: Evaristo Sá/AFP)

Ele defendeu a volta ao trabalho. “O País de forma altiva vai enfrentar seus problemas, sabemos do efeito do vírus, mas infelizmente muitos serão infectados, infelizmente muitos perderão suas vidas também, mas é uma realidade, e nós temos que enfrentar. Não podemos fazer com o que o efeito colateral do tratamento do combate ao vírus seja mais danoso que o próprio vírus”, disse o presidente.

Bolsonaro também afirmou que o Brasil “como um todo” reclama pelo volta ao trabalho e que governadores “irresponsáveis” estão destruindo empregos. “Brasil como um todo reclama volta ao trabalho, essa distribuição de empregos irresponsável por parte de alguns governadores é inadmissível, o preço será muito alto na frente, desemprego, miséria”, afirmou.

O presidente disse ainda que a manifestação organizada em Brasília é espontânea, com chefes de família, “pela governabilidade, democracia e liberdade”. Ele afirmou também que tem o povo ao seu lado e as Forças Armadas ao lado do povo pela “lei, ordem, democracia e liberdade”.

Conforme informações do Blog do Jamildo, do UOL, parte dos manifestantes passou a madrugada acampada ao lado do Palácio da Alvorada. Uma carreada pedindo o fim do isolamento social também percorreu as ruas da capital federal na manhã deste domingo, 3. Dentro de centenas de carros, manifestantes gritam palavras de ordem.

Mulher usa Equipamento de Proteção Individual (EPI) em manifestação
Mulher usa Equipamento de Proteção Individual (EPI) em manifestação (Foto: Evaristo Sá/AFP)

Entre as faixas colocadas pelos manifestantes estavam “O ministro Alexandre de Moraes está tramando um golpe?”, “O senhor não manda nesse país Não aceitamos mais isso. O seu inquérito das fake news é inconstitucional” e “Fora Maia, fora STF. Esse é o recado do Rio Grande do Sul”.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *