Ceará excede em desperdício de oportunidades claras de gols e vence a chapecoense por 1×0 no castelão. Mas mostrou muita evolução

O time do Ceará Sporting Clube, agora comandado pelo treinador Thiago Nunes, com suas ideias inovadoras ( é que se comenta ) deu demonstrações no jogo de ontem contra a Chapecoense, de Santa Catarina, que seus jogadores estão assimilando as tais ideias novas do novo coach alvinegro. É bom que se frise que os comandados de Thiago Nunes esqueceram completamente o mais simples que é por a bola prà dentro do gol. Aliás, o objetivo de todo jogo de futebol é o gol. Assim como no basquete é a cesta. No geral, o 1×0 não traduziu, nem de longe  o que foi a superioridade inclusive numérica do Ceará. Volume de jogo, criação de jogadas em profusão, domínio territorial, imposição e tudo que você imaginar que possa acontecer em um jogo de futebol. O Ceará foi superior em  tudo durante o jogo deste sábado no Castelão. Parafraseando o saudoso Claudio Coutinho, para justificar o rotundo fracasso da seleção brasileira  na copa de 78, na Argentina, quando o Brasil foi proclamado campeão moral da competição, de onde saíra sem conhecer uma única derrota, isso pelo próprio treinador entregador de camisas, Claudio Coutinho. Pois bem, se vogasse essa história de placar moral, o do jogo de ontem, no Castelão, seria  Ceará 4×0 na  Chape.

Falta muita ainda para Thiago Nunes incutir na cabeça dos jogadores do Vovô a maneira que quer que joguem, mas o que foi mostrado ontem já serve como alento, pois o Ceará deixou de ser um bando em campo, sem orientação e passou a ter sentido de equipe. Alías, Gabriel Santos tem vaga de titular naquele onze alvinegro e Gabriel Dias pode ser dispensado por deficiência técnica, por ruindade mesmo. Se o Lima continuar jogando só aquela bolinha murcha, vai esquentar banco o tempo todo, porque o Erick está pedindo passagem. Por onde anda o João Victor. Porque não está jogando? P

orque é novo, só tem 16 anos? Vão esperar ele completar 55 anos prá fazer dupla de ataque com o Magno Al ves? Mentes retrógradas!

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *