Programa Dentro e Fora da Lei - ao vivo a partir das 9:00 da manhã,

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Um policial militar foi preso e autuado por tentativa de homicídio após atirar contra convidados de uma festa de formatura em Ipu, no Interior do Ceará, na madrugada deste domingo (4). De acordo familiares das vítimas, o policial discutiu com a namorada no local e tentou matá-la a tiros. Os disparos atingiram pelo menos quatro pessoas da festa, incluindo a irmã da formanda e os pais dela.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), equilibrou o discurso ao comentar mais uma vez a declaração pejorativa do presidente da República Jair Bolsonaro sobre o Nordeste, ocasião na qual foi flagrado chamando os governadores da região de "paraíba".

Durante sua chegada à reunião do Consórcio dos Estados do Nordeste, que acontece hoje em Salvador, Azevedo evitou ataques diretos a Bolsonaro. "São águas passadas", amenizou, apesar de classificar o episódio como "infeliz, extremamente infeliz".
Veja também

Sem governo do PT, Bolsonaro abre aeroporto alvo de briga em 2ª ida ao NE
Onyx segue Bolsonaro e critica governadores do NE, mas diz que não haverá boicote
"Sou amigo do Nordeste. Eu critiquei dois governadores", diz Bolsonaro
Dentre os governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão, diz Bolsonaro

"Para a gente, são águas passadas. Não interessa esse tipo de disputa. Para os governadores, interessa ter uma relação republicana e de respeito, que os Estados merecem. Merecem pelo povo nordestino. E é isso que nós vamos buscar", afirmou o governador paraibano.

"Os governadores representam, acima de tudo, a voz desse povo que exige respeito do governo federal, que, a partir de suas demandas apresentadas, quer solução para isso. E isso nós vamos buscar. A relação republicana, independente de quem esteja sentado na cadeira de presidente, ela tem que estar acima de qualquer outro tipo de relação", pregou o pessebista.

O governador ainda fez piada com a situação, dizendo que terá que anexar "Paraíba" ao seu nome. "Durante a campanha, toda as vezes que eu me apresentava eu dizia que meu nome era João. Depois disso eu passei agora a ser também João Paraíba", riu Azevedo.

Essa foi a primeira vez que os governadores do Nordeste, fechados em um consórcio regional, se reúnem desde as declarações polêmicas de Bolsonaro. Na ocasião, o grupo emitiu nota criticando o uso do termo "paraíba" de forma pejorativa pelo presidente. Agora, contudo, o tom do discurso político foi moderado.

Questionado se o consórcio tinha o objetivo de sanar a dificuldade de repasse de verbas do governo federal para o Nordeste, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), também evitou ser incisivo, fugindo de polêmica.

"O objetivo é na verdade ajudar o Brasil a crescer, a superar a crise, um país que vive infelizmente há 5 anos em crise e o motivo principal eu considero que é a falta de confiança no país, a falta de segurança jurídica e institucional. E nós não podemos cruzar os braços. Essas ações são para alavancar a economia e sobrar um pouco de recurso. Nós não podemos ficar esperando, já que o Brasil não acena, não aponta a retomada do crescimento", disse Costa, ao chegar à reunião do bloco regional, sem citar diretamente o governo federal ou o presidente da República.

O governador petista viu-se envolvido, na última semana, em polêmica com o presidente por ocasião da inauguração do Aeroporto de Vitória da Conquista, terceiro maior município da Bahia. Ambos reivindicam a "paternidade" da obra e trocaram frases ofensivas.

A obra, que foi executada com maioria de recursos federais e uma contrapartida do governo da Bahia, foi autorizada durante o governo Dilma Rousseff (PT). A briga pelos "louros" do novo aeroporto gerou a desistência do governador baiano de participar da inauguração.

O petista afirmou que o governo federal não deu convites suficientes para seus correligionários e chamou o ato de "palanque político-partidário". Já Bolsonaro, que aproveitou a ocasião para posar ao lado do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), inimigo político de Rui Costa, reclamou publicamente porque o governador não enviou efetivos da PM para a segurança do evento.

A reunião do Consórcio dos Estados do Nordeste, que conta com a presença de sete dos nove governadores da região, também é a primeira após a oficialização do bloco, que teve seu CNPJ registrado nas últimas semanas. Não estão presentes o cearense Camilo Santana e o alagoano Renan Filho, que enviaram para a agenda os seus vice-governadores Izolda Cela e Luciano Barbosa, respectivamente.

Entre as pautas do encontro estão a criação de uma Central de Compras para a realização de licitações conjuntas entre os Estados nordestinos, a criação de um programa de formação de médicos que supra as necessidades deixadas pelas mudanças do programa Mais Médicos pelo governo federal, a aprovação de um planejamento estratégico para os próximos 12 meses, além da organização de viagens internacionais que serão feitas pelo grupo.

De acordo com Rui Costa, já estão definidas visitas dos governadores, em novembro, à Alemanha, Itália, Espanha e França, com o objetivo de fazer negócios com investidores em torno de obras e do turismo regional. Em seguida, ainda sem data definida, também estarão na agenda viagens à Ásia, passando por China, pelas Coreias e pela Rússia.

O petista não conseguiu estimar a economia que será feita pela região com licitações conjuntas, mas afirma que itens da área de saúde e educação, como remédios, aparelhos de diagnósticos e insumos hospitalares, serão mais baratos por causa da larga escala. Ao todo, os Estados nordestinos reúnem um universo de 55 milhões de habitantes.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

A Polícia Civil prendeu pai, avô e tio suspeitos de estuprar uma menina de 11 anos em Cascavel, Região Metropolitana de Fortaleza, na manhã desta segunda-feira (29). Segundo os investigadores,a violência sexual acontecia há pelo menos 3 anos e o crime foi denunciado pelo Conselho Tutelar da cidade.

Ainda segundo a Polícia, o tio de 52 anos, o pai de 65, e o avô de 89 aproveitavam o momento que a criança estava sozinha para cometer os atos violentos. A criança morava com o pai, a mãe e um irmão. O tio e o avô moravam vizinhos a casa da vítima.

Após a denúncia, os policiais civis na Delegacia Metropolitana de Cascavel começaram as investigações e, em seguida, entraram com o pedido de prisão preventiva dos três homens por estupro de vulnerável.

Os suspeitos podem pegar cada um até 22 anos de prisão e a pena pode aumentar em 50% por se tratar de uma criança.

A vítima foi encaminhada para o Conselho Tutelar de Cascavel.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O prefeito de Iguatu teve os bens bloqueados pela Justiça por causa de abuso em contratações temporárias no município. A decisão, divulgada nesta segunda-feira (29) pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), também determina a redução drástica do número de contratados temporários, e a abertura imediata de processo licitatório para a realização de concurso público na cidade.

Em 2017, o município possuía 656 contratos temporários, passando a 926 em 2018 e a 1394, em 2019, segundo o MPCE. “Além do número exorbitante, são realizadas contratações para atividades rotineiras da administração pública, sem caracterização do excepcional interesse público, o que só deveria ser feito por concurso público”, aponta o órgão.

A Prefeitura de Iguatu tem 30 dias para apresentar justificativa para as contratações mantidas, esclarecendo se atendem interesse público.

De acordo com o MPCE, o juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Iguatu, Eduardo André Dantas Silva, decretou, no último dia 18 de julho, a indisponibilidade de R$ 240 mil do prefeito Ednaldo Lavor Couras. O prefeito afirmou que só vai se manifestar sobre a decisão da Justiça após ser notificado oficialmente.

A Justiça informou, ainda, que desde o início da atual gestão do município, o MPCE vem tomando medidas para adequar as contratações, entretanto, “não houve avanço na substituição dos contratados e na realização do concurso público pelo município”, afirmou o MPCE.

Um representante do ministério constatou que a gestão anterior de Iguatu já havia realizado certame licitatório para seleção de empresa e realização do concurso público do município, deixando para o atual gestor a responsabilidade de contratar a empresa e realizar o concurso, o que não foi feito.

No ano passado, o MPCE ajuizou uma ação de improbridade administrativa em desfavor do prefeito, e de uma ex-secretária de assistência social do município, devido ao atraso injustificado na conclusão de uma obra de reforma do prédio onde iria funcionar a Unidade de Acolhimento Institucional da cidade.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Cinco mulheres estão entre as 18 pessoas assassinadas durante o fim de semana na Grande Fortaleza, elevando para 125 o número de crimes do gênero no Ceará em 2019. Entre as vítimas, uma jovem que foi seqüestrada em um bar com outras três amigas e todas levadas para o bairro Bonsucesso, onde foram severamente espancadas a golpes de barra de ferro. Os assassinos usaram um táxi para levar as quatro jovens ao local do crime.

Era por volta das 20 horas, quando as quatro jovens tinham acabado de sair de um bar e estava na praça do bairro Siqueira, na esquina das avenidas Perimetral e Osório de Paiva, quando o táxi parou. O carro era ocupado por cinco homens.

Três das jovens foram colocadas à força no porta-malas do táxi. A quarta seguiu dentro do automóvel com os agressores. Ao chegar no fim da Rua Santa Terezinha, no Bonsucesso, os bandidos desembarcaram as quatro mulheres e passaram a agredi-las com barras de ferro e pedradas. Uma delas recebeu várias pancadas e golpes na cabeça e morreu no local, sendo identificada apenas por Ana Carolina. As demais foram socorridas após a fuga do bando.

Outras mortes

Ainda na manhã de sexta-feira (26), a jovem Ana Thainara Matias Duarte Alcântara, 24 anos, mãe de duas crianças, foi assassinada com um tiro na nuca. O crime ocorreu na Avenida 3 do Conjunto Jereissati I, na cidade de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Segundo testemunhas, dois homens numa moto praticaram o crime. Logo depois, policiais civis da Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DMM) efetuaram a prisão de dois suspeitos.

Na manhã do domingo (28), o corpo de uma mulher, ainda não identificada, foi encontrado ao lado do cadáver de um homem. O casal foi executado sumariamente a tiros de pistola nas margens do Anel Viário, nas proximidades da barragem do Açude Gavião, em Itaitinga, na RMF. Os corpos foram encaminhados à sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) sem nenhuma identificação. A Polícia suspeita que o casal tenha sido seqüestrado noutro lugar.

Também no domingo (28), uma mulher de 57 anos de idade, identificada como Cristina Batista, foi morta a tiros na Rua Miguel Aragão, no bairro Mondubim. A Polícia esteve no local e suspeita de um crime de feminicídio (passional), porém, nenhum suspeito foi detido até agora pelas autoridades.

O quinto crime de morte vitimando mulher ocorreu também no domingo (28) dentro de uma residência no bairro Vila Manuel Sátiro, onde uma jovem identificada como Monyze Freitas, 18 anos, foi assasinada dentro de casa, na Rua Creuza Roque.

Com as cinco mortes registradas no fim de semana, subiu para 125 o número de mulheres assassinadas no Ceará, em 2019

Copyright © 2019 Você por dentro de tudo. Todos os direitos reservados.
Partner by Joomla Perfect Templates