Programa Dentro e Fora da Lei - ao vivo a partir das 9:00 da manhã,

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O Ceará enfrentou o Flamengo neste domingo, 25, no Castelão em jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão para manter a escrita de vitórias seguidas em casa, mas o roteiro foi totalmente diferente dos últimos três jogos do Alvinegro em seus domínios. O Flamengo dominou o primeiro tempo, manteve o controle durante a partida inteira e goleou por 3 a 0, com gols de Pablo Marí, Gabriel e um golaço antológico de Arrascaeta, de bicicleta.

Com o resultado, o Rubro-Negro assumiu a liderança do Brasileirão, com 33 pontos, e o Ceará cai para a 13ª posição, com 20 pontos, e estáfora da zona da Sul-Americana. No próximo sábado, o Vovô enfrenta o Athletico-PR, na Arena da Baixada, às 19:00. Já o Flamengo volta ao Maracanã para encarar o Palmeiras no domingo, 1º, às 16 horas.

O JOGO

A partida começou com muita intensidade das duas partes. Logo antes do primeiro minuto, Samuel Xavier recuou uma bola errado e Gabriel cruzou rasteiro para a área, mas não encontrou ninguém para concluir. O Ceará tratou de dar a resposta nos contra-ataques, acionando Lima e Leandro Carvalho pelas pontas, mas não criou nenhuma chance real de gol. Perigo mesmo foi aos 15 minutos, quando Gabriel arrancou pela lateral, venceu Ricardinho na corrida e deu o passe para Berrío. Sem marcação, o atacante conseguiu chutar para fora, o que tinha sido a melhor oportunidade de inaugurar o placar até então.

Mas o Flamengo não demoraria para se redimir, e tratou de fazer isso com posse de bola, troca de passes e jogadas ensaiadas. Aos 22, a estratégia deu certo: Renê cobrou lateral na cabeça de Rodrigo Caio, que escorou para Berrío. O colombiano ajeitou e o zagueiro Pablo Marí não perdoou e mandou para o fundo das redes com um chutaço. Em desvantagem, o Ceará buscou igualar com Lima, que não conseguiu chegar a tempo para concluir um cruzamento de Samuel Xavier. O inacreditável entraria em campo quando, aos 23, Thiago Galhardo cabeceou para o gol e o jovem lateral rubro-negro João Lucas tirou em cima da linha.

Mesmo com essas duas ótimas chances, o Alvinegro caiu de rendimento depois de ser vazado. O primeiro tempo acabou com uma posse de bola parelha (51% x 49%), mas o Flamengo parecia saber muito melhor o que fazer, e tratou de mostrar isso aos 35 minutos. Acionado mais uma vez na lateral, Gabriel arrancou até a grande área e tocou para Berrío, que devolveu para o artilheiro rubro-negro bater de esquerda no alto, sem chance alguma para Diogo Silva. Aos 43 minutos, Thiago Galhardo balançou as redes de cabeça, mas o juiz anotou um impedimento claro na jogada. Bastante insatisfeito com a marcação, Samuel Xavier reclamou e levou cartão amarelo antes do fim da primeira etapa.

O segundo tempo começou bem movimentado e com mais impedimentos. Primeiro, Leandro Carvalho marcou após receber uma bola escorada de cabeça, mas estava bem adiantado. Depois, foi a hora de Gabriel ficar “na banheira” ao receber um lançamento longo e encobrir o adiantado Diogo Silva. A arbitragem logo marcou a posição irregular e anulou o tento. Leandro Carvalho protagonizaria outro lance logo em seguida. O atacante alvinegro sofreu um choque de cabeça com Renê e acabou tendo que sair de ambulância para ser atendido em um hospital da Capital.

Mateus Gonçalves entrou em seu lugar para tentar dar mais velocidade ao jogo, mas o ritmo não mudou. O Ceará pouco agrediu e Diego Alves fez intervenções providenciais quando exigido. Quando o jogo caminhava para o seu fim, o Alvinegro continuava tentando pelo menos um gol de honra, mas sem sucesso algum. No último minuto, quando tudo parecia definido, Arrascaeta recebeu cruzamento de Rafinha e, sozinho, acertou uma linda bicicleta no ângulo de Diogo Silva. Um verdadeiro golaço no gramado do Castelão para decretar a goleada e a grande atuação do Flamengo, muito acima do desempenho do Vovô.

Copyright © 2019 Você por dentro de tudo. Todos os direitos reservados.
Partner by Joomla Perfect Templates