Programa Dentro e Fora da Lei - ao vivo a partir das 9:00 da manhã,

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Duas pessoas morreram em Juazeiro do Norte, nesta terça-feira, 4, sob suspeita de H1N1. As vítimas são a estudante Rafaela Barreto, 23, e o padre José Luismar Rodrigues, 52. De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado do Ceará, os óbitos estão em investigação e os resultados laboratoriais demoram até uma semana. Duas pessoas já morreram por H1N1 no Estado em 2019.

Conforme nota técnica de Influenza, divulgada pela Sesa no último dia 17, o cenário epidemológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que contabiliza pacientes hospitalizados, já registra 416 casos entre janeiro e o último dia 14 de maio no Ceará.

Ao todo, foram contabilizados 52 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave por influenza, sendo 33 em Fortaleza. Em todo o Estado, 20 pessoas foram hospitalizadas com o vírus H1N1.

A Sesa informou, em planilha de Doenças de Notificação Compulsória, que cinco pessoas já morreram por influenza neste ano no Ceará. Foram três mortes em Fortaleza, um óbito em Itapipoca e outro em Russas. Das cinco mortes, duas foram por H1N1. A Sesa, no entanto, não especifica onde os óbitos pelo vírus foram registrados.

Luto oficial

De acordo com a Diocese do Crato, Luismar Rodrigues era pároco da Paróquia Nossa Senhora das Angústias, em Tarrafas. Ele estava internado no Hospital São Francisco, no Crato, com problemas pulmonares. O padre teve parada cardíaca por volta das 3h20min e faleceu.

O velório será realizado na Capela São José, localizada na Serra do Quincuncá, distrito de Farias Brito, às 16 horas desta terça-feira. O padre será sepultado no distrito. O presidente da Câmara Municipal dos Vereadores de Tarrafas, Valdeci Ferreira Lêu, decretou luto oficial de três dias no âmbito do Poder Legislativo do Município.

Copyright © 2019 Você por dentro de tudo. Todos os direitos reservados.
Partner by Joomla Perfect Templates