Programa Dentro e Fora da Lei - ao vivo a partir das 9:45 da manhã,

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Por unanimidade, o pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) puniu a desembargadora Sérgia Miranda com a aposentadoria compulsória.

A magistrada foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por suspeita de envolvimento no esquema de venda de decisões liminares nos plantões do Judiciário cearense.

Com a decisão, ela é obrigada a se aposentar, recebendo proventos proporcionais ao seu tempo de contribuição.

Em sessão que durou quase sete horas, todos os desembargadores que integram o colegiado acompanharam o voto do relator, Mário Teófilo, que recomendou a aposentadoria compulsória.

Foram 32 votos favoráveis à sanção máxima prevista no Processo Administrativo Disciplinar (PAD), aberto ainda em agosto do ano passado, quando a desembargadora foi afastada de suas funções pelo TJCE.

Antes disso, porém, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde tramita ação penal contra Miranda na qual ela é ré, já havia afastado a magistrada, ainda em 2016.

A defesa nega que ela tenha concedido habeas corpus em seus plantões em troca de benefícios financeiros.

Sérgia Miranda foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) na Operação Expresso 150. Ela é acusada de corrupção passiva por suposto envolvimento na venda das liminares.

Copyright © 2019 Você por dentro de tudo. Todos os direitos reservados.
Partner by Joomla Perfect Templates