Tv ao Vivo

O advogado de defesa do prefeito cassado ( afastado pela justiça ) e da ex-vice prefeita, que renunciou e teve decretada sua inelegibilidade por oito anos, assim como o primeiro, deu entrada em recurso constitucional junto ao TSE-Tribunal Superior Eleitoral. Este foi denegado. Inconformado, a mesma banca de advocacia ingressou com um mandado de segurança, desta feita contra o relator do processo, ministro Jorge Mussi. Também não obteve êxito. Mais inconformado ainda, deu entrada noutro mandado de segurança, agora contra o TRE, visando tirar a relatoria do mesmo ministro Jorge Mussi. Tanto é assim que este mandado de segurança foi dirigido ao ministro Geraldo Og Niceas Marques Fernandes, com quem, possívelmente tenha acesso fácil,o que levou o minisytro Jorge Mussi a remeter o caso à presidente da corte, ministra ( STF ) Rosa Maria Pires Weber, a quem compete decidir se o caso Aracoiaba continua sob a relatoria de Jorge Mussi, ou será redistribuido para outro membro do tribunal. Você, caro leitor, pode até me perguntar porque essas manobras todas? Simples: não querem novas eleições em Aracoiaba. Querem manter a família Pinheiro no poder. Querem porque querem que a Ceiça permaneça à frente da prefeitura municipal de Aracoiaba até o fim do mandato. Só isso! Antônio Claudio, além de ter sido cassado e se tornado inelegível por oito ano, ainda foi afastado de suas funções pela justiça comum, juntamente com os ex-secretários de finanças, Francisco de Assis Pinheiro ( irmão dele ), Alexandre Resende, do meio ambiente e urbanismo e Emílio Campelo Freitas, da educação. Vem mais por aí. É só aguardar!

0
0
0
s2sdefault