Tv Ao Vivo

Já se encontra com a presidente do tribunal regional eleitoral -TRE-, desembargadora Nailde Pinheiro, o processo de abuso de poder econômico e político em que figuram como réus o prefeito Antônio Claudio Pinheiro ( PSDB ) e a ex-vice prefeita de Aracoiaba, Maria Valmira Silva Oliveira, popularmente conhecida como d. Bil, mãe do cantor Wesley Safadão. O processo havia chegado ao TRE do Ceará eletrônicamente, e o físico estava retido no Tribunal Superior Eleitoral -TSE- em Brasília por ação de uma força estranha. Resultado: o advogado Augusto Ponte, que trabalha na defesa dos direitos da coligação Novas Ideias para mudar, teve de ir à Brasília, ao TSE, pegar o processo físico, o que foi feito na segunda feira. No início do expediente desta terça feira do TRE-Ceará, o causídico em questão o entregou nas mãos da presidente daquela corte, a quem cabe pautar o novo julgamento do processo. Antônio Claudio Pinheiro e Dona Bil foram denunciados por crimes de abuso de poder político e de poder econômico praticados nas eleições de 2016, quando a vice prefeita usou a página da internet da prefeitura municipal de Aracoiaba para divulgar doações de ambulâncias a alguns distritos do município o que caracteriza as práticas criminosas. Isto ensejou a que a juiza eelitoral de Aracoiaba cassasse os registros de candidatura de Antônio Claudio e Dona Bil, tornando-os inelegíveis. Recorreram ao TRE e disputaram e ganharam as eleições sob liminar. Cessado o efeito da referida liminar, o próprio TRE julgou e condenou a ambos. Um dos juizes se absteve de votar e o caso foi parar no TSE, que acatou os argumentos dos condenados determinando que o TRE procedesse novo julgamento do caso, o que, agora será feito, dependendo só de deliberação da desembargadora Nailde Pinheiro, agora presidente do TRE e que foi a relatora do rumoroso e denominado caso Aracoiaba. 

0
0
0
s2sdefault