Programa Dentro e Fora da Lei - ao vivo a partir das 9:45 da manhã,

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Famílias tiveram casas alagadas e precisaram dormir na rua após o canal do Rio Granjeiro transbordar em meio à chuva no Crato, Região do Cariri. A Prefeitura estuda possibilidade de decreto de emergência no município e a cidade tenta se livrar da lama e sujeira nesta manhã. Choveu 120 milímetros das 7h desta segunda-feira até 7h desta terça-feira (19) na cidade. Um rapaz que tentou atravessar uma passarela a cavalo, em outro ponto do município, foi arrastado e morreu.

"Eu pensava em sair de casa porque não aguentava mais conviver com essa situação. Eu ouvi o barulho, vi os carros descendo, eu nunca tinha visto isso na minha vida" disse a autônoma Antônia Rodrigues.

A catadora de resíduos recicláveis e mãe de cinco filhos, Edileusa Gomes, passou a noite na calçada com medo que seus filhos fossem levados pela correnteza. A mãe que já mora há 20 anos próximo ao canal sempre teve medo, mas depois das chuvas desta segunda-feira pretende mudar de casa e encontrar um lugar para poder conseguir dormir.

Reparos
Em frente à sede da prefeitura municipal, a rua virou um "rio" e apresenta muita lama na manhã desta terça-feira(19). Os trabalhadores já começaram a fazer os reparos na via. Comerciantes usaram as primeiras horas do dia para limpar os estabelecimentos.

Decreto de emergência
O secretário de infraestrutura do Crato, José Muniz, disse na manhã desta terça-feira para a equipe do Sistema Verdes Mares que a prefeitura está estudando a possibilidade de fazer um decreto de emergência no município. Ainda de acordo com o secretário, a prioridade no momento é de atender as famílias e levantar os danos.

Retirada das famílias
Uma equipe de assistentes sociais está realizando o trabalho para sensibilizar e tentar retirar as famílias que ainda querem permanecer na área de risco. De acordo com a coordenadora da Defesa Civil do Crato, Josimere de Melo Silva, a área de risco do Canal já é mapeada.

A coordenadora disse também que houve falha no sistema de alerta. "Nos pegou de surpresa, nós temos um sistema de alarme e não foi repassado pra gente que ia ter esse transtorno", disse.

Dados de chuva

Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) o maior volume de chuvas no Ceará foi registrado no município do Crato, no Posto Lameiro, com o registro de 120 milímetros. Os dados parciais foram divulgados às 7h25 desta terça-feira (19).

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Um homem de 42 anos foi preso neste domingo (17) suspeito de estuprar as duas filhas, de 15 e 7 anos, em Caririaçu, na região do Cariri. O homem foi detido depois da denúncia da vítima mais velha, que foi convencida por um amigo a procurar a polícia. Segundo a polícia, a jovem relatou que os crimes ocorrem há pelo menos sete anos.

Em depoimento, a vítima relatou que ela e era ameaçada pelo pai com uma faca para manter relações sexuais com ela.

Após o cometimento do crime mais uma vez neste domingo, ela saiu de casa e encontrou um amigo, que viu o quanto ela estava alterada e perguntou o que havia acontecido. Ela então resolveu se abrir e relatou os abusos. O jovem a aconselhou e a convenceu a denunciar a violência sofrida.

Em depoimento, a adolescente contou para a polícia que o pai ameaçava matar toda a família caso ela não mantivesse relações sexuais com ele. Ela também confirmou que os estupros ocorriam pelo menos sete anos e que a irmã mais nova também era vítima dos abusos.

"[A irmão de sete anos] era violentada através de carícias em seus órgãos genitais. Diante dos fatos fomos até a residência e o encontramos deitado na rede como se nada tivessse acontecido, como se nada tivesse sido praticado", disse o sargento da Polícia Militar, José Cassiano da Silva Júnior.
A vítima foi encaminhada para fazer exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal, onde foi constatada a violência.

O homem, que não teve a identidade revelada para preservar as vítimas, foi preso e encaminhado para uma delegacia da região. O suspeito foi autuado por estupro e estupro de vulnerável.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Seis agentes da Segurança Pública praticaram o suicídio neste ano no Ceará. Somente no último fim de semana foram dois casos, um soldado da Polícia Militar e um escrivão da Polícia Civil. O índice de servidores do setor que decidem por fim à própria vida tem subido nos últimos dois anos. A falta de acompanhamento psicológico e o estresse do dia a dia no enfrentamento à violência tem causado, cada vez mais, suicídios entre os agentes da lei.

Diante do grave quadro de problemas psicológicos enfrentados pela categoria, representantes da classe buscam soluções e apontam sugestões. Para o policial civil e vereador por Fortaleza, Julierme Sena, torna-se necessária e urgente a criação do Núcleo Especial de Atendimento Psicológico, Psiquiátrico e de Assistência Social para os agentes de Segurança.

Como vereador de Fortaleza, ele defende que os guardas municipais da Capital sejam assistidos. “Precisamos dar atenção ao ser humano que está por trás daquela farda. Até porque, em muitas vezes, eles não conseguem arcar com os custos de um atendimento psicológico e psiquiátrico, e o Poder Público pode e deve cuidar desses profissionais”, explica Julierme.

O vereador apresentou na Câmara Municipal de Fortaleza o Projeto de Indicação de número 60/2019 que prevê a assistência psiquiátrica e psicológica aos guardas municipais e agentes de trânsito. “A rotina desses agentes de trânsito e guardas municipais é intensa. Atuar na Segurança Pública é se deparar com situações estressantes. E o acúmulo deste estresse leva ao adoecimento dos profissionais, o que pode até levá-los ao suicídio”, adverte.

Suicídios

No fim de semana, o soldado da Polícia Militar Iuri Almeida dos Santos suicidou-se em sua residência, no bairro Itaperi, na Capital. Ele praticou seu próprio enforcamento. Chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas acabou falecendo. O mesmo aconteceu com o escrivão da Polícia Civil, José Henrique Monteiro Brito, que se suicidou na casa de amigos, no bairro Aldeota.

Nos últimos meses, vários episódios de suicídio envolvendo agentes da Segurança Pública foram registrados no estado. No Carnaval, um PM matou a esposa e logo depois suicidou-se, na cidade de Paracuru (a 100Km de Fortaleza. Tratava-se do sargento PM Álisson Carlos Lima da Silva.

Em fevereiro, o soldado PM Francisco Igor da Silva também decidiu tirar a própria vida, disparando um tiro no ouvido após o fim do namoro com uma jovem daquela cidade. Ele era destacado no Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

Contratar

Em Fortaleza, foram dois casos mais dois casos. Um cabo da PM praticou o suicídio dentro do carro, ao lado da esposa, próximo à Avenida Imperador, Centro. Já o capitão PM José Henrique Monteiro Brito deu fim à própria vida no interior do Palácio da Abolição ao saber que seria transferido da Casa Militar e perderia a gratificação pelo cargo que exercia no governo.

No último dia 7, o secretário da Segurança Pública do Estado, André Costa, anunciou que a Pasta iria contratar novos profissionais da área de Psicologia para o atendimento e acompanhamento aos profissionais da Segurança.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Onze pessoas foram assassinadas no Ceará neste fim de semana. A maioria dos crimes – sete – aconteceu no Interior. Já os acidentes de trânsito causaram quatro óbitos de ocupantes de motocicletas. No total, 15 mortes violentas foram registradas no estado. O balanço, porém, ainda é parcial.

Um jovem de apenas 18 anos de idade foi morto, a tiros, por volta das 15 horas de sexta-feira (15). Tratava-se de Carlos Daniel de Sousa Rodrigues. O crime ocorreu na Avenida Engenheiro Luiz Montenegro, no bairro Siqueira, no momento em que a vítima seguia à pé com a namorada.

Na Rua nossa Senhora Aparecida, no bairro Mondubim, Francisco Jonathan Frota da Costa, 23 anos, foi também assassinado, a tiros, na tarde de sexta-feira (15). Bandidos em um veículo não identificado abriram fogo contra o rapaz e fugiram logo depois do crime.

Na manhã do domingo (17), um homem foi morto, a tiros de pistola, bem próximo da feira-livre de Messejana. Tratava-se de Francisco Alan Alves Domingos, 27 anos, residente no bairro Coaçu e que, segundos a Polícia, seria membro de uma facção criminosa. Testemunhas disseram que antes do crime houve um bate-boca entre a vítima e um desconhecido em plena feira.

E na noite do domingo, o corpo de um desconhecido foi encontrado em chamas nas margens da rodovia estadual CE-085, em Caucaia. A vítima estava com de bruços, com um capuz na cabeça e amarrada quando bandidos atearam fogo no corpo. O cadáver mutilado foi encaminhado à Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

Mais crimes

Sete pessoas foram mortas no interior do Ceará neste fim de semana. Um dos crimes ocorreu dentro da Cadeia Pública da cidade de Caridade (a 94Km de Fortaleza) quando detentos daquela unidade espancaram até a morte um preso recém-chegado da Comarca de Baturité e era acusado de estuprar uma criança. O morto foi identificado por Francisco Paulino de Melo.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Após a barragem do açude Granjeiro ser submetida a avaliações da Defesa Civil, áreas rurais do entorno da barragem no município de Ubajara começaram a ser evacuadas na noite deste sábado (16). Segundo o prefeito da cidade, Renê Vasconcelos, as 513 famílias que habitam o local já começaram a se deslocar para as casas de parentes. Idosos e pessoas com dificuldade de locomoção serão encaminhadas ao Santuário da Mãe Rainha, situado no bairro São Sebastião, numa área afastada da barragem.

Por orientação da Agência Nacional de Águas (ANA), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros (Cedec/CBMCE) está atuando na evacuação de famílias que moram ao longo do leito do rio Jaburu, na serra da Ibiapaba, juntamente com a Prefeitura Municipal de Ubajara e com órgãos municipais de Defesa Civil, informou o tenente Romário, do Corpo de Bombeiros.

A medida é de caráter preventivo e se justifica pela etapa atual das obras de abertura de um novo sangradouro para o açude Granjeiro, localizado entre Ubajara e Ibiapina. De acordo com o prefeito de Ubajara, Rene Vasconcelos, as obras contam com o apoio dos municípios de Tianguá e Ibiapina, que disponibilizarão equipamentos para auxiliar o processo. A previsão é de que o novo sangradouro seja concluído entre segunda (18) e terça-feira (19).

"Neste momento, está sendo feita uma redução controlada do nível do açude, que se encontra bastante elevado. Por precaução, as comunidades ribeirinhas estão sendo realocadas temporariamente, até o fim desta etapa do processo", explica o tenente.

Comunicado oficial

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, o prefeito da cidade, Rene Vasconcelos informou que o Santuário possui infraestrutura básica de atendimento para receber as famílias. "Está chovendo nas cabeceiras do rio, e temos a necessidade de fazer a remoção das pessoas que estão à jusante do rio. O risco de rompimento é minimo, mas existe, e não podemos trabalhar com nenhuma possibilidade de risco, por isso estamos fazendo esse trabalho que é altamente preventivo".

Réguas foram instaladas para monitorar o nível da água contida na barragem, segundo o prefeito, e uma equipe deverá passar a noite em cima da barragem para realizar o monitoramento.

Ainda segundo o gestor, foram mobilizados policiais para fazer a segurança das casas e garantir que os moradores das regiões evacuadas tenham seus pertences protegidos. Renê informou, ainda, que os municípios de Ibiapina e Tianguá, que ficam próximos de Ubajara, disponibilizaram equipes de segurança, ambulâncias e transporte para ajudar a operação.

Copyright © 2019 Você por dentro de tudo. Todos os direitos reservados.
Partner by Joomla Perfect Templates